26/06/2019 às 12h49min - Atualizada em 26/06/2019 às 12h49min

Governo do Estado discute ter palco em Cajazeiras ou Orla no São João

A alta demanda de público nos cinco dias de São João no Pelourinho pode fazer a Bahiatursa criar mais um palco para a festa junina promovida pelo governo no estado em Salvador.
 
O superintendente da Bahiatursa, Diogo Medrado, comentou que um terceiro palco será estudado como alternativa para “descentralizar” o público do Centro Histórico, que superou expectativas e superlotou os largos. A alternativa poderia levar um palco da festa para a orla da capital ou Cajazeiras.

 “O espaço físico do Pelourinho tem algumas limitações, mas qualquer alteração na organização será discutida para tentar melhorar a questão no próximo ano”, disse Medrado. 

A Bahiatursa estima que, em média, até 50 mil pessoas foram ao Centro Histórico (saiba mais aqui) nos cinco dias de festa e outras 60 mil foram à praça João Martins, em Paripe, na apresentação de Simone e Simaria no último domingo (23). 

“Vamos melhorar a festa a cada ano, nos adequando às necessidades do público”, defendeu Medrado. Para driblar a superlotação no palco principal e nos largos do Pelourinho nesta edição, a Bahiatursa introduziu na festa manifestações artísticas e o São João Itinerante. A proposta, com ares de Carnaval, colocou bandas locais de forró em cima de microtrios que fizeram o trajeto circular do Terreiro de Jesus. 

“Vamos aprimorar essas intervenções e tentar adequar o espaço, descentralizando o público no Centro Histórico, como já fizemos com a criação do palco em Paripe”, argumentou Medrado. 

 No São João deste ano cerca de 130 atrações se dividiram nos palcos dos largos do Pelourinho, Quincas Berros d´Água, Tereza Batista, Pedro Archanjo e do Cruzeiro de São Francisco, no Terreiro de Jesus e em Paripe.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual veículo de comunicação lhe mantém informado sobre o que acontece em Cajazeiras ?

6.1%
2.8%
3.6%
78.5%
8.9%