18/08/2019 às 08h36min - Atualizada em 18/08/2019 às 08h36min

Santa Clara padroeira da televisão teve missa em Águas Claras

Católicos celebraram no último domingo (11) o Dia de Santa Clara, considerada a padroeira da televisão. Com o tema "Santa Clara: Juventude e família no caminho do Senhor", os festejos foram na Paróquia Santa Clara, localizada no bairro de Águas Claras.

A primeira missa foi às 7h, em homenagem ao Dia dos Pais. A segunda missa com Unção dos Enfermos, às 10h. Já pela tarde, às 17h, houve procissão com saída da Comunidade São Jorge em direção à igreja matriz, onde teve a missa solene, às 19h.

Santa Clara de Assis nasceu no ano de 1194, em Assis, na Itália. De família rica, aos 18 anos ela fugiu com uma amiga para encontrar São Francisco de Assis, onde fez os primeiros votos.

São Francisco cortou os cabelos de Clara, sinal do voto de pobreza e exigência para que ela pudesse ser uma religiosa. Depois da cerimônia ela foi levada para o Mosteiro das Beneditinas. Santa Clara de Assis vendeu tudo, inclusive seu dote para o casamento e distribuiu aos pobres.

Padroeira da televisão

Conforme a fé católica, um ano antes de Santa Clara de Assis morrer, em 11 de agosto de 1253, ela queria muito ir a uma missa na Igreja de São Francisco, que já era falecido.

Sem condições de ir à missa, por questões de saúde, Santa Clara entrou em oração e conseguiu assistir toda a celebração da própria cama, no quarto no convento.

Segundo os relatos, a missa aparecia para ela como que projetada na parede do quarto. Santa Clara conseguiu ver e ouvir toda a celebração sem sair da cama. O fato foi confirmado quando ela contou o que ocorreu na missa, além de detalhar o que foi dito pela pessoa que celebrou a missa.

Após o relato de Santa Clara, pessoas que estiveram na missa confirmaram o que ela narrou. Assim, pelo fato de Santa Clara ter assistido a uma celebração à distância, em 14 de fevereiro de 1958, o papa Pio XII proclamou, oficialmente, Santa Clara de Assis como a padroeira da televisão.


Além da igreja matriz para Santa Clara, no bairro de Águas Claras, Salvador abriga o Convento de Santa Clara do Desterro, o primeiro mosteiro feminino do Brasil dedicado à santa e que abrigava as devotas de Santa Clara de Assis.


O mosteiro fica no bairro de Nazaré. Antes da fundação do mosteiro, as jovens nascidas em Salvador, destinadas à vida religiosa por opção ou por decisão familiar, eram encaminhadas a mosteiros portugueses.

Entretanto, com a crise dos senhores de engenho devido à concorrência do açúcar do Caribe, era difícil assumir as despesas necessárias para enviar as jovens para Portugal. Além disso, a viagem era perigosa, levando em consideração a ação de piratas e os perigos de naufrágio.

Diante desses problemas, a Câmara de Salvador e famílias nobres se empenharam que um mosteiro feminino fosse fundado no Brasil e fizeram o pedido a Portugal em 1664.

Em 1677, no dia 29 de abril, chegaram a Salvador quatro Clarissas (freiras da Ordem de Santa Clara) do Mosteiro de Évora, em Portugal.

O mosteiro ficou mais conhecido por ter sido o local onde viveu, morreu e foi sepultada a Madre Vitória da Encarnação, que morreu em 1715, há 304 anos, mas que pode se tornar a próxima religiosa brasileira a ser considerada santa.

A Madre era conhecida por abdicar de qualquer bem material e conforto, além de ajudar os pobres, mesmo sem sair do mosteiro o qual vivia em clausura.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual veículo de comunicação lhe mantém informado sobre o que acontece em Cajazeiras ?

6.1%
2.8%
3.6%
78.4%
9.0%